Policial militar “bate-boca” com superior hierárquico em uma rede social e recebe voz de prisão; após isso o policial comete suicídio

Um policial militar suicidou-se, nesse domingo, 12, no município de Mirinzal, no interior do Maranhão.

Segundo informações, o militar cometeu o suicídio depois de receber uma ordem de prisão disciplinar por três dias, por parte do comandante da região.

O soldado já estaria passando por dificuldades e enfrentando problemas de depressão. Por fim, envolveu-se em “bate-boca” com um superior em grupos de WhatsApp, o que levou o comando local, por áudios, a determinar que ele fosse preso disciplinarmente por três dias e instaurado um processo disciplinar.

Na noite desse domingo, chegou ao conhecimento do comando geral da PMMA que o soldado havia cometido suicídio.

Não se sabe se o soldado chegou a cumprir a prisão.

Com informações de Portal O Informante

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: TBN


Você pode gostar também de