Banco de desenvolvimento aprova empréstimo para o Programa Santos Mais

O Diretório do CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina e do Caribe) aprovou, nesta sexta-feira (8), o empréstimo de US$ 105 milhões (R$ 550 milhões) para a Prefeitura de Santos. A quantia será direcionada para o Programa de Macrodrenagem, Acessibilidade, Inovação e Sustentabilidade, o ‘Santos Mais’, que prevê investimentos em obras de drenagem, soluções habitacionais, mobilidade, inovação e tecnologia para reduzir as desigualdades entre as diferentes regiões da Cidade.

“Queremos levar qualidade de vida a todos os moradores, principalmente para aqueles das áreas que mais necessitam. O Santos Mais atende a demandas históricas da população e os seus projetos precisam de investimentos de grande porte que o Município não consegue viabilizar sem parcerias”, destacou o prefeito Rogério Santos sobre a importância da captação do financiamento internacional.

“Santos é uma potência nacional, abriga o maior porto da América Latina e desempenha um papel importante como ponto de distribuição para toda a região. Este financiamento à Cidade, com componentes que melhoram as condições da infraestrutura e qualidade de vida, reforça nosso compromisso com o desenvolvimento urbano sustentável e inclusivo”, afirmou Sérgio Diaz-Granados, presidente executivo do CAF.

O programa prevê a ampliação do sistema de drenagem da Zona Noroeste com a construção de quatro estações elevatórias, desassoreamento do Rio dos Bugres e o reassentamento de famílias que vivem em palafitas em um novo conjunto habitacional com 864 unidades.

Esta será a primeira operação de financiamento de moradia no Brasil realizada pelo CAF. Segundo a instituição, o objetivo da medida é melhorar o acesso à moradia adequada na América Latina e Caribe com ênfase nas populações em situação de vulnerabilidade.

Também integram o Santos Mais a requalificação de 18km de vias e intervenções para modernização tecnológica e em prol da mobilidade urbana em várias regiões (veja mais abaixo). Ao todo, o programa está estimado em US$ 131,4 milhões (R$ 690 milhões). Além do financiamento de U$ 105 milhões, está prevista contrapartida municipal de US$ 26,3 milhões (R$ 138 milhões).

Após diversas etapas já superadas, a captação do financiamento internacional foi aprovada em outubro deste ano pela Câmara Municipal e, agora, segue para obter o aval do Governo Federal e do Congresso Nacional até a formalização do contrato com o CAF.

Confira os projetos:

MACRODRENAGEM – ZONA NOROESTE

– Quatro estações elevatórias com comportas (EEC2, EEC4, EEC6 e EEC9) mais o desassoreamento e contenção das margens de 2,5km do Rio dos Bugres.
– Conjunto Habitacional Santos V (864 moradias em terreno no Estradão).

ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE URBANA

– Revitalização urbana e pavimentação em 18km (avenidas Bernardino de Campos, Ana Costa, Presidente Wilson, Vicente de Carvalho e Bartolomeu de Gusmão e vias da Areia Branca).
– Modernização da sinalização viária (equipamentos para orientação sobre obras, eventos e logradouros, controladoras, cruzamentos semaforizados e sistemas de detecção veicular).

INOVAÇÃO E MODERNIZAÇÃO TECNOLÓGICA

– Excelência em Monitoramento Urbano e Predial (compra e instalação de 1.500 câmeras e ampliação da rede de fibra ótica em 43,5km).

Esta iniciativa contempla o item 9 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU: Indústria, Inovação e Infraestrutura. 
Conheça os outros itens do ODS

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Prefeitura de Santos


Você pode gostar também de