PRE abre investigação sobre caso Garcia e Vera Magalhães

A Procuradoria Regional Eleitoral em São Paulo (PRE-SP) abriu uma investigação preliminar sobre a confusão entre o deputado estadual Douglas Garcia (Republicanos-SP) e a jornalista Vera Magalhães. O órgão viu potencial de ilícito eleitoral ou até criminal por parte do parlamentar.

O objetivo do procedimento, segundo despacho assinado pela procuradora regional Eleitoral Paula Bajer, é analisar se há irregularidade que justifique uma apuração formal.

– Esclareça-se ao candidato a deputado federal que a apuração é preliminar e nova oportunidade lhe será dada depois de conhecidos e certificados os vídeos – observa Paula.

A PRE recebeu uma denúncia horas após o episódio. O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, também chegou a enviar o caso para a Procuradoria Eleitoral adotar “medidas cabíveis”.

Uma investigação na esfera penal foi aberta pelo Ministério Público de São Paulo. A Assembleia Legislativa do Estado também vai analisar pedidos de cassação do deputado, o que pode deixá-lo inelegível.

A confusão ocorreu após o debate para o governo de São Paulo pela TV Cultura, pelo jornal Folha de S.Paulo e pelo portal UOL na última terça-feira (13). Com o celular em punho, Garcia grava o momento em que aborda a jornalista para chamá-la de “vergonha para o jornalismo brasileiro” e questionar seu contrato com a Fundação Padre Anchieta (FPA), administradora da TV Cultura.

*AE

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Pleno.News


Você pode gostar também de