Petrobras: presidente interina, Clarice Coppetti é a única da diretoria indicada por Lula

Clarice Coppetti, diretora executiva de Assuntos Corporativos da Petrobras, foi nomeada presidente interina da companhia pelo conselho de administração nesta quarta-feira, 15. Ela é a única diretora indicada diretamente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), segundo informações do jornal O Globo.

De acordo com a publicação, a nomeação de Coppetti está diretamente relacionada a esse vínculo, já que os demais membros da diretoria foram indicados pelo ex-CEO Jean Paul Prates, que renunciou ao conselho depois de ser demitido por Lula na noite de terça-feira, 14.

+ Leia mais notícias de Política em Oeste

Os outros diretores da Petrobras possuem vínculos com Prates, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ou com a Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Nenhum deles teria condições políticas de assumir a empresa no novo cenário, onde o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, terão mais influência nas decisões.

Segundo O Globo, o conflito entre os representantes de Silveira na Petrobras, conhecidos como “Silveirinhas”, e os aliados de Prates é tão intenso que, na mesma reunião em que Clarice foi nomeada, o presidente do conselho, Pietro Mendes, pediu a destituição do diretor-financeiro, Sérgio Caetano Leite, e do assessor e João Paulo Madruga, ambos homens de confiança do ex-CEO.

Clarice Coppetti, economista de formação e casada com Cezar Alvarez, ex-assessor de Lula, é a única do alto escalão da Petrobras contra quem o grupo de Silveira não tem objeções. Ela é de confiança direta do presidente da República.

Clarice representou movimento ‘Lula Livre’ na Itália

Durante a prisão de Lula, Clarice representou o movimento “Lula Livre” na Itália e mobilizou o apoio de juristas e personalidades europeias para a campanha de soltura do petista.

A lealdade e o histórico de apoio ao PT garantiram a ela a diretoria de Assuntos Corporativos em abril do ano passado, substituindo a Diretoria de Relacionamento Institucional e Sustentabilidade.

Fontes da equipe do blog Malu Gaspar, em O Globo, informam que Clarice recebe um salário de R$ 130 mil, além de bônus. Sua área de atuação inclui publicidade, gestão de pessoas, segurança, meio ambiente, saúde e tecnologia da informação na Petrobras.

O apadrinhamento por Lula também rendeu a Clarice prestígio na cúpula da empresa. Ela é creditada pela nomeação de Clodiana Brescovit, ligada ao PT do Rio Grande do Sul, para a Diretoria Financeira da Saúde Petrobras, responsável pelo plano de saúde dos funcionários da companhia, que atende 261 mil beneficiários.

Anteriormente, Clarice Coppetti foi vice-presidente de tecnologia e informação da Caixa Econômica Federal entre 2004 e 2011, durante gestões do PT.

Nesse período, foi alvo de sanções do Tribunal de Contas da União (TCU) por infrações contábeis e financeiras resultantes de uma manobra fiscal aprovada pela Caixa em 2010, da qual foi signatária.

Apesar das condenações, o TCU não proibiu Clarice e os demais envolvidos de assumirem cargos comissionados ou de confiança, deixando essa decisão às regulações das próprias estatais, como a Petrobras. Em 2019, a economista conseguiu anular a multa imposta pelo TCU.

Além disso, Clarice esteve envolvida em outra controvérsia em 2006, quando depôs na CPI dos Bingos sobre a quebra de sigilo bancário pela Caixa dos dados de Francenildo Santos Costa, caseiro que revelou a participação do então ministro da Fazenda, Antonio Palocci, em reuniões com lobistas.

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de