Lula ‘abdica de papel de estadista’ ao nomear Pimenta autoridade no RS, afirma Aécio

O deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) criticou a nomeação de Paulo Pimenta como autoridade no Rio Grande do Sul (RS).

De acordo com o parlamentar, a medida pode “gerar conflitos com o governo do Estado” no momento em que é preciso “salvar vidas” e “reconstruir” o RS. O tucano também disse que o petista quer politizar a tragédia.

“No momento em que politiza essas ações, Lula presta um desserviço enorme àqueles que estão sofrendo e que precisam de harmonia das autoridades”, disse Neves, em entrevista à revista Veja, publicada na sexta-feira 17. “Ao nomear Pimenta, ele abdicou do papel de estadista, um tiro no pé que vai custar caro aos gaúchos e a ele próprio no futuro.”

Além de ex-ministro da Secom e “nova autoridade federal”, Pimenta é gaúcho e deputado federal eleito pelo PT. Durante uma reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico Social Sustentável o “conselhão”, ele admitiu que não sabe o que fazer em meio à calamidade que assola o Estado.

Aécio Neves e Eduardo Leite são aliados

O governador do RS, Eduardo Leite, é filiado ao PSDB. Na versão digital da entrevista, a Veja descreve o ex-candidato à Presidência da República como “um dos líderes do PSDB, adversário histórico do PT” e faz um breve resumo de sua trajetória política.

Em caráter reservado, aliados Leite revelaram que o governador soube da nomeação de Pimenta por meio da imprensa. Ele também se mostrou incomodado com a designação, visto que há rumores de que o ex-ministro possui pretensões eleitorais no Estado.

+ Leia mais notícias de Política em Oeste

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de