Embaixada da Hungria demite funcionários depois do vazamento de imagens de Bolsonaro no local

A Embaixada da Hungria no Brasil demitiu, nesta terça-feira, 3, dois brasileiros que eram responsáveis por monitorar as imagens do prédio. Os funcionários foram desligados de suas atividades por causa do vazamento das imagens que mostram o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) no local.

Bolsonaro enfrenta uma investigação no Supremo Tribunal Federal (STF) por suposta tentativa de golpe de Estado em 2022.

De acordo com a CNN Brasil, os húngaros optaram pelas demissões mesmo sem comprovar a participação dos funcionários no vazamento dos vídeos para a imprensa. O caso vem sendo investigado desde que o ex-presidente passou duas noites na embaixada. O objetivo da apuração interna é entender como as gravações foram vazadas para a mídia.

Entenda a visita de Bolsonaro à Embaixada da Hungria

Bolsonaro se hospedou na Embaixada da Hungria do Brasil entre os dias 12 e 14 de fevereiro, alguns dias depois de ter seu passaporte apreendido pela Polícia Federal. As imagens de sua visita foram misteriosamente enviadas ao jornal norte-americano The New York Times, que divulgou as gravações para o mundo todo.

+ Leia mais notícias de Política em Oeste

Segundo a defesa de Bolsonaro, o ex-presidente passou dois dias na embaixada a convite do embaixador húngaro, Miklos Tamás Halmai. O objetivo da reunião teria sido “manter contatos com autoridades do país amigo, inclusive o primeiro-ministro”.

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, deu um prazo para que o ex-presidente explicasse a hospedagem na embaixada. Em resposta, a defesa afirmou que Bolsonaro não tinha medo de ser preso e que seria “ilógico” pensar em tentativa de fuga. Moraes aguarda a manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre as respostas do ex-presidente.

Leia mais: “Ministério Público Eleitoral rechaça argumentos de Cláudio Castro e reforça pedido de cassação”

Gabriel de Souza é estagiário da Revista Oeste em São Paulo. Sob supervisão de Edilson Salgueiro

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de