Cirurgia em Lula foi feita a laser e com uso de anestesia geral

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) passou neste domingo (20), no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, por uma cirurgia para retirada de uma leucoplasia (lesão) nas cordas vocais. De acordo com informações divulgadas pelo jornal O Globo, o procedimento cirúrgico durou cerca de 40 minutos e foi supervisionado por dois cirurgiões.

Ainda segundo a publicação, o petista recebeu uma anestesia geral para que as cordas vocais ficassem completamente paradas durante a cirurgia. A extração da lesão, que tinha cerca de 5 milímetros e era superficial, foi feita com laser CO2, que retira a lesão de forma precisa, preservando as estruturas que ficam ao redor dela.

Além de remover a leucoplasia, os médicos também fizeram uma biópsia do material para detectar a malignidade dele. O resultado saiu em poucos minutos e indicou “ausência de neoplasia”. O cirurgião Luiz Paulo Kowalski, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, que acompanhou o procedimento, falou que a lesão era “potencialmente cancerígena”.

– Tratava-se de uma lesão potencialmente cancerígena, que se fosse deixada poderia,ao longo dos anos, se transformar em câncer – disse.

Em 2011, Lula iniciou um tratamento contra um tumor maligno na laringe. Já neste ano, o petista tem apresentado rouquidão em diversas agendas das quais participou, principalmente durante a campanha. No último dia 12, antes de viajar para o Egito, Lula deu entrada no Sírio para exames de rotina e descobriu a inflamação na garganta.

Na ocasião, Lula fez uma série de exames de imagem, entre eles “ecocardiograma, angiotomografias e PET scan”, que demonstraram “completa remissão do tumor diagnosticado em 2011”. Nesta segunda (21), Lula não possui agenda pública e deve permanecer em sua residência na capital paulista.

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Pleno.News


Você pode gostar também de