Bolsonaro sobre cratera em SP: “Tem que chamar o Tarcísio, né?”

O presidente Jair Bolsonaro criticou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), pelo desmoronamento que atingiu a Marginal do Tietê, na capital paulista, e prometeu liberar recursos para municípios do estado atingidos pelas chuvas nos últimos dias.

Em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada na manhã desta sexta-feira (4), Bolsonaro vinculou as medidas restritivas adotadas na pandemia de Covid-19 à fome da população.

– Por exemplo, Aparecida, a cidade que vive do turismo religioso. Com a política lá, do governador, de fechar tudo, caiu a renda da cidade, pessoal [está] passando fome. A Ceagesp, por um tempo, manteve o pessoal alimentado – disse.

Nesta semana, o presidente sobrevoou os municípios de São Paulo mais atingidos pelas chuvas; entre os quais, Francisco Morato, na Região Metropolitana. O chefe do Executivo prometeu recursos para os prefeitos de São Paulo.

– O governador pediu R$ 450 milhões. Nós vamos dar, mas é para os prefeitos – afirmou Bolsonaro.

– Parabéns pela transposição do Tietê para ele – emendou ironizando.

Ainda sobre o episódio que causou a cratera aberta na marginal do Tietê, o presidente citou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, pré-candidato ao governo paulista.

– Tem que chamar o Tarcísio, né?

*Com informações da AE


Fonte: Pleno.News


Você pode gostar também de