Bolsonaro condena silêncio da esquerda sobre atrocidades cometidas pelos terroristas do Hamas: “As peças se encaixam a cada dia”

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) condenou o silêncio da esquerda sobre os atos terroristas cometidos pelo Hamas contra civis israelenses desarmados. Bolsonaro também alertou para as consequências desastrosas que podem atingir o Brasil por conta do alinhamento entre o atual governo e grupos terroristas como o Hamas e o Hezbollah.

“Não trata-se mais de política quando se degolam crianças, estupram e assassinam mulheres e toda a esquerda brasileira não condena tais fatos. As derivações de toda a inércia no Brasil são claras. Aliados do Hamas e Hezbollah já estão aqui e alinhados com as facções engravatadas ou que fazem reféns nas favelas, causarão a destruição do Ocidente e a implementação do mal, e o pior, com o apoio de inocentes que serão as futuras vítimas ou com a influência dos canalhas que sabem o que estão fazendo”, escreveu o ex-presidente na rede social X, nesta quarta-feira (18).

Em outro trecho da publicação, Bolsonaro critica a cobertura feita por setores da imprensa e reafirma o seu apoio a Israel.

“As peças se encaixam a cada dia. Os palestinos são usados como reféns por terroristas do Hamas e a imprensa acoberta toda essa situação. Para estes, seu único valor é o financeiro, mesmo que isso custe seu fim em pouco tempo”, completou.

Desde a deflagração dos ataques contra Israel, além da tentativa de igualar as responsabilidades dos dois lados do conflito, o governo brasileiro tem evitado classificar o Hamas como terrorista. Vale lembrar que o Hamas parabenizou Lula (PT) pela vitória nas eleições do ano passado.

Em paralelo, o PT tem acusado o governo de Israel de “genocídio” contra o povo palestino e figuras da esquerda têm defendido os atos do Hamas publicamente.

Gazeta do Povo

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: TBN


Você pode gostar também de