Rio Grande do Sul: MP autua 65 estabelecimentos por preços abusivos

Nas últimas duas semanas, o Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS) registrou 680 denúncias de preços abusivos em meio à calamidade provocada pelas chuvas no Estado.

Até o momento, 65 estabelecimentos foram autuados em Porto Alegre e na região metropolitana. A promotoria destacou que os estabelecimentos com os maiores índices de denúncias foram mercados, postos de gasolina, farmácias, empresas de caminhão-pipa e revendas de gás e água.

Em uma das lojas autuadas, galões de água de 20 litros estavam sendo vendidos por R$ 80. Além disso, dois funcionários de um posto de gasolina foram detidos. Das 680 queixas recebidas, 315 já foram investigadas pelo MPRS.

O impacto das enchentes no Rio Grande do Sul

Os preços são reflexo da tragédia no Estado. De acordo com o boletim mais recente da Defesa Civil, publicado às 12h deste sábado, 18, cerca de 2,3 milhões de pessoas foram afetadas pelas chuvas intensas e enchentes.

Há 155 mortos, 94 desaparecidos e 540.188 desalojados. No total, 461 municípios foram afetados. Em muitas áreas, o abastecimento de água e energia foi interrompido, e não há sinal de internet e telefone.

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de