Promotor chama advogada de ‘galinha garnizé’ e diz que ela faria ‘striptease’ no tribunal

O promotor Francisco Santiago, do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), virou alvo de denúncia depois de proferir comentários ofensivos durante uma audiência, quando chamou a advogada crimininalista Sarah Quinetti Pironi de “galinha garnizé” e “histérica”, e insinuou que ela estaria fazendo um “striptease” no tribunal.

O incidente ocorreu durante um embate entre Santiago e Pironi no Tribunal do Júri em Belo Horizonte, na terça-feira, 26, em meio ao julgamento de um caso de homicídio.

+ Leia mais notícias do Brasil em Oeste

Após ser ofendida, Pironi começou a gravar sua indignação com um celular. No vídeo, ela pede que o promotor repita as agressões verbais anteriores.

VÍDEO: Julgamento é adiado em BH após promotor chamar advogada de ‘galinha garnisé’ pic.twitter.com/WxgDp9iUW3

A sessão foi cancelada pela juíza Marcela Oliveira Decat de Moura e remarcada para junho.

A denúncia contra o promotor foi protocolada pelos conselheiros Rodrigo Badaró e Rogério Varela, que representam a categoria da advocacia no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), e encaminhada ao corregedor geral nacional do MP, Ângelo Fabiano Farias da Costa.

“Ao invés de utilizar suas prerrogativas funcionais e o tempo da acusação para convencer os jurados, o promotor de Justiça optou voluntariamente por dirigir ofensas à advogada”, alegam os dois advogados em sua denúncia.

Badaró e Varela pediram à Corregedoria que afaste Santiago de suas funções de promotor enquanto as apurações estiverem em curso. O CNMP ainda não informou sobre o progresso da representação.

Advogada diz que vai processar o promotor

Pironi contou que também pretende processar o promotor. Ela revelou ter chegado motivada ao tribunal no dia do episódio porque seria sua primeira audiência com Santiago, a quem afirmou ser um promotor respeitado no meio.

“Como advogada, achei que seria um dia proveitoso e de muito aprendizado, pois se tratava de um promotor renomado”, disse. “Cheguei a cumprimentá-lo no início, disse que estava feliz por ser o meu primeiro julgamento ao lado dele como promotor, mas foi um verdadeiro desastre para mim. Me senti triste, abalada e desmoralizada”.

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de