Polícia do Rio prende três envolvidos em morte por disputa do jogo do bicho

A investigação da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) resultou na prisão de três suspeitos, na terça-feira 11, pelo envolvimento na execução de Fernando Marcos Ferreira Ribeiro, aliado do contraventor Bernardo Bello, em 2023, no Rio de Janeiro.

A operação cumpriu mandados de prisão preventiva contra o policial militar Allan dos Reis Matos, além de Marcos Paulo Gonçalves Nunes e Vitor Luis de Souza Fernandes.

+ Leia mais notícias de Brasil em Oeste

O crime ocorreu na Tijuca, Zona Norte, em 6 de abril de 2023, quando Fernando foi alvejado por diversos disparos de fuzil na cabeça por criminosos em um veículo prata na Rua Caruso. Fernando, conhecido como Fabinho, gerenciava pontos do jogo do bicho na Zona Sul e sua morte está associada à disputa por esses pontos.

Marcos Paulo, irmão do ex-tenente-coronel Claudio Luiz da Silva de Oliveira, é investigado pela sua gestão operacional da quadrilha. Ele foi flagrado monitorando a vítima no dia anterior ao crime. As informações foram repassadas aos executores, em que se inclui o policial militar (PM) Rafael do Nascimento Dutra, conhecido como Sem Alma.

A mesma organização criminosa também foi responsável pela morte do miliciano Marco Antônio Figueiredo Martins, o Marquinho Catiri, e seu segurança Alexsandro José da Silva em novembro de 2022. Além disso, tentaram assassinar Luiz Cabral Waddington Neto e seu filho Luiz Henrique em 14 de abril de 2023, no Catumbi.

Confronto e busca por mais suspeitos

Depois das investidas ao grupo de Bernardo Bello, Luiz Cabral liderou um ataque em Vila Isabel, resultando em baleamento de Marcos Paulo e Vitor Luis.

A Polícia Civil encontrou dinheiro escondido no forro de gesso do teto e localizou uma oficina de máquinas caça-níqueis. A PM ainda não se pronunciou sobre a prisão de Allan dos Reis Matos, e a defesa de Marcos Paulo e Vitor Luis não foi contatada.

O confronto balístico realizado pela DHC mostrou que a mesma arma foi usada em diversos crimes, o que inclui a tentativa de homicídio de Luiz Henrique e a morte de outros policiais. As investigações continuam para identificar e prender os demais responsáveis pelos crimes.

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de