Energia solar 24/7: Conheça os painéis solares que geram eletricidade à noite. O fim das baterias!

As empresas ligadas à indústria energética estão dedicando seus recursos e esforços para buscar constantemente novas e inovadoras formas de gerar energia com o menor número de recursos possível, especialmente através de painéis solares.

Essa busca por eficiência e sustentabilidade levou um grupo em particular a criar um painel solar que funciona sem luz.

O mundo da energia solar deu um salto monumental quando um grupo de especialistas conseguiu capturar a atenção global ao desenvolver painéis fotovoltaicos que funcionam não só durante o dia, mas também durante a noite. Essa façanha tecnológica sem precedentes deixou todos maravilhados.

A maioria dos painéis solares convencionais só pode gerar eletricidade quando recebem luz solar direta, o que faz com que a descoberta do pesquisador Sid Assawaworrarit e sua equipe de engenheiros da Universidade de Stanford seja realmente inovadora.

Seu feito representa uma novidade sem precedentes no campo da energia solar, já que desenvolveram um painel solar capaz de funcionar de maneira efetiva mesmo durante a noite. Esta capacidade revolucionária desafia as limitações previamente aceitas da energia solar.

A equipe de Assawaworrarit implementou uma estratégia inovadora utilizando um gerador termoelétrico junto com painéis solares convencionais. Essa combinação permitiu-lhes controlar a temperatura dos painéis em relação ao ambiente. Aproveitaram as noites limpas da Califórnia, onde o clima propício facilitava que a luz infravermelha armazenada nos painéis se dispersasse no ar, oferecendo uma fonte adicional de energia durante a noite.

Durante a noite, o dispositivo aproveita o calor que escapa da Terra em direção ao espaço, energia que está na mesma ordem de magnitude que a radiação solar entrante durante o dia. À noite, as células solares irradiam calor, que se perde no céu, e alcançam temperaturas alguns graus abaixo da do ar do ambiente.

O dispositivo em desenvolvimento utiliza um módulo termoelétrico para gerar tensão e corrente elétricas a partir do gradiente de temperatura entre a célula e o ar. Este processo é alcançado graças ao design térmico do sistema, que inclui um lado quente e outro frio.

A eletricidade gerada à noite por este meio é bastante menor que a gerada durante o dia pela radiação solar, mas é suficiente para fornecer iluminação à moradia. A equipe já comprovou que estas células solares com módulo termoelétrico funcionam da maneira prevista de dia assim como de noite.

Esta abordagem inteligente melhorou a eficiência dos painéis mesmo em condições de baixa luminosidade, abrindo novas possibilidades para a geração de energia solar contínua de 24 horas, tornando-se uma descoberta totalmente revolucionária.

Assawaworrarit e sua equipe alcançaram a produção de 50 Mwh por metro quadrado de painel solar como resultado de sua estratégia. Embora acreditem que sob condições ideais poderiam gerar ainda mais energia. Apesar disso, a potência obtida não se compara à de um painel exposto diretamente à luz solar, que varia entre 250W e 300W.

A ideia de painéis fotovoltaicos noturnos é interessante e poderia oferecer uma solução alternativa para a geração de energia em situações onde a luz solar direta não está disponível, como em áreas com condições climáticas extremas ou em lugares onde a luz do sol não chega durante certas épocas do ano, como em regiões polares durante o inverno.

No entanto, é importante considerar vários aspectos técnicos e práticos antes de determinar a viabilidade e eficácia desta tecnologia. Por exemplo, seria necessário um sistema de armazenamento de energia robusto para acumular a energia gerada durante o dia para seu uso durante a noite.

Segundo o Interesting Engineering, esses painéis poderiam ser usados para alimentar sensores ambientais, mesmo em áreas remotas. Essa aplicação abriria a possibilidade de fornecer energia a dispositivos localizados em lugares de difícil acesso, garantindo seu funcionamento de maneira contínua e sem necessidade de intervenção humana para a substituição de baterias.

Ao eliminar a necessidade de baterias, reduz-se a quantidade de materiais utilizados e a necessidade de substituí-los periodicamente, o que, por sua vez, diminui os custos de manutenção e prolonga a vida útil dos dispositivos.

Além disso, ao não depender de baterias, elimina-se também o problema dos resíduos relacionados a elas, o que contribui ainda mais para a sustentabilidade. Com uma vida útil praticamente infinita, os painéis solares podem se tornar uma parte fundamental de um futuro energético mais limpo e eficiente.


Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Click Petróleo e Gás


Você pode gostar também de