Otan reage a ataques da Rússia e envia equipamentos de defesa antiaérea à Ucrânia

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, confirmou o envio de novos equipamentos para fortalecer a defesa antiaérea da Ucrânia, em resposta aos pedidos de auxílio de Kiev diante dos ataques da Rússia. Ele deu a declaração nesta sexta-feira, 19.

Durante uma videoconferência com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, Stoltenberg mencionou que a Otan identificou sistemas disponíveis para serem enviados ao país.

+ Leia mais notícias de Mundo em Oeste

“A Otan fez um inventário das capacidades existentes, e há sistemas que podem ser disponibilizados à Ucrânia”, afirmou o secretário-geral da Otan. “Portanto, espero anúncios de mais remessas em breve.”

Presidente da Ucrânia clama por apoio da Otan

Zelensky ressaltou a necessidade do apoio das potências europeias. “É evidente que, embora a Rússia tenha vantagem aérea e possa contar com seus drones e foguetes, as nossas capacidades no terreno são infelizmente limitadas”, afirmou Zelensky. “Nosso céu deve se tornar seguro novamente. E isso depende totalmente da escolha de vocês.”

O presidente da Ucrânia também pressionou os representantes da Otan. “Escolham se a vida é de fato igualmente valiosa em todos os lugares”, disse. “Escolham se vocês têm uma atitude igual em relação a todos os parceiros. Escolham se realmente somos aliados”, acrescentou o presidente ucraniano.”

Veja também: “Ucrânia derruba bombardeiro supersônico da Rússia”

O apoio à Ucrânia inclui sistemas antiaéreos avançados, como o Patriot e o SAM-T, com alguns países da aliança militar oferecendo também apoio financeiro para a aquisição desses equipamentos.

Apoio internacional e críticas à Rússia

Stoltenberg destacou que cada membro da Otan decidirá como contribuir para o auxílio à Ucrânia, ao ressaltar que a ajuda está a caminho.

A demora no suporte militar norte-americano foi criticada por Zelensky, que alertou para o risco de qualquer hesitação em defender a liberdade — o que poderia favorecer as táticas do presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Recentemente, a questão da ajuda militar à Ucrânia tornou-se um tema de intensa discussão nos Estados Unidos, com a Câmara dos Deputados.

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de