Homem viaja de Londres a Nova York sem documentação e causa problema para governo inglês

O fato de um homem desempregado ter conseguido burlar a segurança e realizar uma viagem entre Londres e Nova York, sem passaporte e passagem, se tornou, segundo o jornal The Sun, um problema para o governo do Reino Unido. O assunto veio à tona neste domingo, 11. O ministro do Interior do país, James Cleverly, investiga o incidente e deverá tomar providências.

Leia mais: “Inglaterra: governo quer reduzir consumo de cigarro na ilha”

“Pessoas serão demitidas”, afirmou ao jornal uma fonte próxima do governo. “É impressionante que isso possa acontecer. Não vale a pena pensar no que poderia ter acontecido se um terrorista tivesse embarcado com sucesso num voo sem ser detectado.”

Em 23 de dezembro do ano passado, Craig Sturt, de 46 anos, passou livremente por uma série de verificações de segurança e controle de passaporte.

“Isso é um grande constrangimento”, acrescentou a fonte. “As autoridades nos EUA estão furiosas e exigem saber como isto pode ter acontecido.”

Ele não mostrou nenhum documento no aeroporto de Heathrow antes de embarcar no voo da British Airways, segundo o jornal inglês.

Leia mais: “Restaurante britânico tem fila de espera de quatro anos”

Sturt obteve acesso aéreo no Terminal 5 de Heathrow e embarcou no Boeing 787-10 Dreamliner “sem ter pago a passagem”, de acordo com as acusações.

O irmão dele, Lee Smith, disse ao Sun que Sturt tem um “passado problemático” e que ficou perplexo quando a polícia ligou para informá-lo sobre a violação da segurança em Heathrow.

Ao chegar ao aeroporto JFK, em Nova York, Sturt foi detido por homens armados e enviado de volta ao Reino Unido. Em território inglês, também foi preso e acusado de fraude e crimes contra a Lei de Segurança da Aviação.

Leia mais: “Abuso: príncipe Andrew está ‘atormentado’ por associação a Jeffrey Epstein”

Tendo que responder em liberdade, ele não compareceu ao Tribunal de Magistrados de Uxbridge, onde deveria ser julgado em janeiro. Um mandado de prisão, então, foi emitido.

Explicações sobre o caso

As explicações soaram no mesmo tom, de todas as partes questionadas a respeito do episódio.

“Todas as pessoas que viajam de avião estão sujeitas a triagem de segurança, incluindo o indivíduo envolvido neste caso”, afirmou um porta-voz do aeroporto de Heathrow. “Estamos apoiando as autoridades na investigação em andamento.’

Leia mais notícias de Mundo em Oeste

A Polícia Metropolitana de Londres (Met Police) também manteve um discurso cauteloso.

‘Em 24 de dezembro de 2023, a polícia foi informada de uma suposta violação de segurança no aeroporto de Heathrow e um homem foi posteriormente preso e acusado de crimes de fraude e [violação] Lei de Segurança da Aviação.”

Já a British Airways se colocou à disposição dos investigadores. ‘Estamos ajudando as autoridades na investigação.’

Procurados pelo Sun, o Ministério do Interior e o Departamento de Transportes recusaram-se a comentar o caso.

Ajude a manter online o Litoral Hoje fazendo uma pequena doação por PIX. Utilize a chave PIX CNPJ 45.315.952/0001-32. Ou deposite na conta: Banco Original – 212 – Agência 0001 – Conta 7296983-0. Agradecemos a sua colaboração.

Fonte: Revista Oeste


Você pode gostar também de